Os carboidratos são moléculas formadas por carbono, hidrogênio e oxigênio. Eles podem ser classificados de acordo com o grau de polimerização e podem ser divididos inicialmente em três grupos:

● monossacarídeos;

● dissacarídeos;


● oligossacarídeos;

A glicose, frutose e galactose são os monossacarídeos presentes na alimentação. E a glicose é o único que pode ser oxidado no músculo para a formação de energia. Já a frutose e galactose devem ser convertidas em glicose no fígado para depois serem oxidadas. Já os dissacarídeos mais importantes na dieta são a sacarose que é a combinação da glicose e frutose, a lactose e a maltose.

Além das quantidades de carboidratos, o tipo de carboidrato é importante para uma performance adequada nos treinos de endurance. Foram testadas diferentes bebidas de carboidrato e placebo em ciclistas que pedalaram por 2h em um cicloergômetro a 54% do consumo de oxigênio máximo. Os pesquisadores usaram três bebidas ao longo do teste: água (placebo), bebida com glicose (1,8 g/min) e a bebida com a combinação de glicose:frutose (2:1 com a mesma taxa de oxidação 1,8 g/min).

Os ciclistas que ingeriram a bebida com a combinação de carboidratos tiveram melhor desempenho, média de 275W quando comparado ao grupo que consumiu a bebida com glicose, média de 254W (AP Currel, 2008). Esse foi o primeiro estudo a demonstrar esse efeito dos diferentes transportadores.

Além disso, outros estudos foram realizados e demonstraram redução das cólicas gastrointestinais em ciclistas. Nesse estudo, os autores utilizaram uma solução de maltodextrina:frutose (Rowlands, 2012).

A explicação para esses efeitos positivos sobre o mix de carboidratos está relacionada ao intestino. A glicose é absorvida através do SGLT1 (Sodium-dependent Glucose Transporter) que é um transportador localizado na membrana intestinal. Esse transportador tem grande afinidade com a glicose e a galactose. Já a frutose é absorvida através de outro transportador, chamado GLUT 5. Quando ocorre essa combinação de carboidratos, os transportadores não são saturados e dessa forma oxidam mais glicose, gerando mais energia. Outro benefício no consumo é a redução dos sintomas gastrintestinais que acometem corredores e triatletas.

É importante lembrar que o SGLT1 transporta a glicose por meio de um mecanismo de transporte ativo secundário que está relacionado ao sódio. Sem a presença do sódio no mix de carboidratos essa absorção não acontece, por isso Xtratus foi elaborado com diferentes carboidratos, com uma proporção ideal entre glicose:frutose além de ter o sódio necessário e outros minerais que são responsáveis por repor seus níveis de energia e minerais perdidos no suor durante as atividades. Além de estimular a absorção de glicose, o sódio também auxilia na absorção de água no lúmen intestinal para reidratação ao longo do treinamento.

0
    0
    Carrinho
    Carrinho está vazioRetornar à Loja
      Calculate Shipping
      Aplicar cupom
      ×